FacebookPixel
Notícias
O que precisa de saber sobre o mercado imobiliário
Notícias
voltar \ Confinamento impulsionou obras em casa: quartos, salas e jardins lideraram remodelações

Confinamento impulsionou obras em casa: quartos, salas e jardins lideraram remodelações

29 jul 2020
Confinamento impulsionou obras em casa: quartos, salas e jardins lideraram remodelações
Estudo da Fixando revela que pelo menos 35% dos portugueses renovou algum espaço da casa durante a pandemia.
O isolamento social provocado pela pandemia da Covid-19 deu impulso a várias transformações no dia a dia das pessoas. E a verdade é que, com mais tempo em casa, pelo menos 35% dos portugueses renovaram algum espaço ao longo do confinamento, segundo o mais recente estudo da Fixando. Os motivos dessas remodelações foram, principalmente, a vontade de tornar o espaço mais confortável (50%), a necessidade de reorganizar a casa devido ao teletrabalho ou telescola (35%) e o desejo de mudar o espaço à sua volta (25%).

 
Os dados do inquérito elaborado pela Fixando, realizado entre 6 e 18 de Julho de 2020, com 1.500 consultados, mostra também que cada renovação custou cerca de 1.426 euros. Os espaços escolhidos foram o quarto (32.5%), a sala (12.5%), o jardim (12.5%) e a varanda (12.5%), seguindo-se o escritório (7.5%) e o terraço (7.5%). 

 
Sobre as modernizações no futuro, 67% dos entrevistados afirmou que têm intenções de renovar a casa nos próximos meses, com gastos que rondam os 1.680 euros. As divisões que terão intervenções são o quarto (31%), a sala (27%), a cozinha (20%) e a casa de banho (17%).

 
Com a prioridade das pessoas em procurar mais conforto e bem-estar dentro das suas moradas, para este ano, 68% afirmou ainda que ficará em casa nas férias, optando por não viajar em 2020.


Fonte: Idealista, 28 julho 2020, 9:27
Veja Também